A história da Granado, a botica mais tradicional do Brasil, é antiga e tão rica quanto as matérias-primas utilizadas na composição de diversos cremes, sabonetes, perfumes e outros produtos. Muito provavelmente você já usou o Polvilho Antisséptico, um sabonete de glicerina, ou algum outro item, não é mesmo?

A história da Granado, a Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira

A Granado foi fundada no século XIX pelo português José Antonio Coxito Granado. Ele chegou ao Brasil em 1860 com poucos pertences e muita vontade de prosperar. Em entrevista concedida em 12 de novembro de 1932, ao jornal A Noite, resumiu o início de sua vida no Rio de Janeiro:


“Cheguei ao Rio como um português pronto para trabalhar – com uma mochila pequena e um espírito forte! […]. O patrão me deu casa, comida e roupas limpas. Economizei dinheiro e, depois de dez anos, quando saí de lá, tinha uma quantia decente!”

Dez anos após sua chegada ao Brasil, em 6 de janeiro de 1870, José fundou a Farmácia Granado. Dedicado e utilizando cerca de 300 espécies de plantas medicinais que ele mesmo cultivava, José Antonio Coxito Granado fabricava produtos que concorriam ou substituíam similares importados da Europa, adaptando-os às necessidades de quem vivia no Brasil.

A propriedade onde José cultivava suas ervas e matérias-primas era conhecida como Ilha da Saúde, uma fazenda em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Para celebrar a história de Granado e os seus 150 anos, o perfume Elixir 1870, da linha Vintage, foi criado inspirado nas ervas e flores tão cuidadosamente cultivadas na herdade.

A história da Granado, a Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira
Store facade on Rua Primeiro de Março, 1888.

Suas águas de colônia, cremes, talco e pó de arroz fizeram sucesso no Rio de Janeiro e o Imperador Dom Pedro II também destacou a qualidade dos produtos Granado. Concedeu à farmácia o título de Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira.

Com notável crescimento no país, após três gerações na família Granado, em 1994, o inglês Christopher John Ogle Freeman adquiriu e assumiu o negócio. Um detalhe que poucos sabem é que no testamento de José Antonio Coxito Granado ele deixou claro que desejava que a empresa fosse adquirida por um estrangeiro para que o negócio conquistasse o mundo. Assim, seu neto, Carlos Granado Vieira de Castro, fez isso acontecer ao contratar Freeman para dar novos rumos ao negócio.


Freeman, inicialmente contratado para vender, se encantou com a história e acabou sendo o comprador que procuravam. Em 2004, outra marca brasileira de cosméticos de grande tradição foi incorporada pela Freeman – a marca Phebo agora também passou a fazer parte da família, agregando mais valor à história da Granado.

A história da Granado, a Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira
Cena interna de Granado no bairro Tijuca, no Rio de Janeiro.

A primeira loja da Granado foi inaugurada em 2005, no centro do Rio de Janeiro, no ainda existente primeiro endereço da empresa, inaugurado em 1870. Quando a modernização da marca começou a ser pensada, ficou claro que o ativo mais rico era o que a empresa tinha era o seu acervo, bem preservado pela família Granado durante as três gerações que administraram a marca. A farmácia apresenta vitrines originais, almofarizes, balanças, anúncios vintage, pinturas e algumas embalagens centenárias.

A parede de tijolos recuperada e a iluminação indireta aconchegante recriam a atmosfera das farmácias do século XIX. Além disso, uma releitura de uma mesa de manipulação na entrada da loja exibe novidades como cremes, loções e sabonetes. Os consumidores também encontram, além dos produtos carro-chefe, linhas exclusivas. Hoje todas as lojas Granado seguem esse conceito. Em 2008, a Granado lançou seu site oficial, iniciando as vendas online.

A história da Granado, a Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira
Loja conceito da Granado em Paris.

Em 2013, a Granado iniciou sua internacionalização com um convite especial da Le Bon Marché, loja de departamentos de Paris, para participar com seus produtos de uma semana de homenagem ao Brasil. O sucesso das vendas fez com que a marca ganhasse um espaço maior e mais visível, onde permaneceu durante vários anos. Continuando com esta internacionalização, em 2016, a empresa anunciou uma venda minoritária à empresa espanhola Puig, uma das maiores empresas de perfumaria do mundo. Em 2017, a empresa abriu a sua primeira loja conceito na Europa, em Paris, e lançou um site para vender em mais de 30 países do continente europeu.

A marca possui atualmente diversas lojas no Brasil, duas em Londres, três em Paris e uma em Lisboa e uma em Nova York. Brazilian History usa Granado e recomenda!



Referência: Granado – 'A BOTICA MAIS TRADICIONAL DO BRASIL”. Brasil, SD Site: www.granado.com.br. Disponível em: Nossa história Granado | Granado Farmacias. Acesso em: 17 de janeiro de 2023.

Brasiliana Fotografia – 'Uma homenagem da Casa Granado ao casal imperial sob as lentes de Marc Ferrez”. Brasil, 07 de fevereiro de 2020. Site: brasilianafotografica.bn.gov.br. Disponível em: Farmácia Oficial da Família Imperial Brasileira | Brasiliana Fotográfica (bn.gov.br). Acesso em: 17 de janeiro de 2023.

Matheus Araújo - Brazilian History
Matheus Araújo
Idealizador e Editor no Brazilian History | Local na rede Internet

Matheus é empresário da Araujo Media, onde atua como CEO e Diretor de Criação. Ele compartilha análises em seu blog pessoal “matheusaraujo.me” e atualmente faz graduação em Publicidade e Propaganda. Além disso, tem paixão por História, principalmente pela História do Brasil, o que o levou a se tornar o fundador e editor do portal Brazilian History.