Em 19 de agosto de 1969 ocorreu a criação da Embraer (Companhia Brasileira de Aeronáutica). A organização surgiu como parte de uma iniciativa do governo brasileiro dentro de um plano fundamental para estabelecer a indústria aeronáutica nacional. Inicialmente, foi estruturado como uma entidade de economia mista vinculada ao Ministério da Aeronáutica.

Hoje no Brasil: Embraer é fundada

A trajetória da corporação começou no final da década de 1960, quando o governo brasileiro lançou uma estratégia para expandir a indústria nacional. Durante este período, surgiu a necessidade de adquirir uma aeronave de uso geral aplicável tanto no setor civil como militar, capaz de transportar cargas e passageiros. Assim, foram iniciados estudos para projetar uma nova aeronave com baixos custos operacionais, adequada para conectar áreas remotas e com infraestrutura limitada.


Um grupo do Centro Técnico Aeroespacial, inicialmente liderado pelo designer francês Max Holste e supervisionado pelo engenheiro aeronáutico Ozires Silva, foi encarregado de desenvolver o produto. O projeto da aeronave Bandeirante, inicialmente batizado de IPD-6504, teve início em 1965 e evoluiu ao longo de três anos até seu voo inaugural, em 22 de outubro de 1968. Isso marcou o estágio embrionário da Embraer, que foi oficialmente criada no ano seguinte, com Ozires. Silva como seu primeiro diretor.

Em maio de 1971, a Embraer iniciou a produção sequencial do Bandeirante, com sua primeira entrega em 1973. Naquela época, a Força Aérea Brasileira havia requisitado oitenta unidades da aeronave. Ao longo das décadas de 1970 e 1980, a empresa conquistou significativo reconhecimento nacional e internacional, tendo como principais produtos as aeronaves Bandeirante, Xingu e Brasília.

O final da década de 1980 foi marcado por uma crise financeira substancial que impactou a economia brasileira e afetou gravemente a Embraer, que esteve perto do fechamento. Em 1991, Ozires Silva foi convidado para reassumir a liderança da empresa e orientar o seu processo de privatização. Em 1994, na gestão de Itamar Franco, a empresa passou por leilão.

Após vários anos de privatização, a Embraer tornou-se o terceiro maior fabricante mundial de aeronaves comerciais. Hoje a empresa produz aeronaves comerciais, executivas, agrícolas e militares, além de componentes aeroespaciais.


Brazilian History
Matheus Araújo
Idealizador e Editor no Brazilian History | Local na rede Internet

Matheus é empresário da Araujo Media, onde atua como CEO e Diretor de Criação. Ele compartilha análises em seu blog pessoal “matheusaraujo.me” e atualmente faz graduação em Publicidade e Propaganda. Além disso, tem paixão por História, principalmente pela História do Brasil, o que o levou a se tornar o fundador e editor do portal Brazilian History.